Brasão

42993558_301897017292174_6253878583802986496_nNosso brasão foi apresentado à comunidade em 02 de outubro de 2018, na Celebração de Abertura da 72ª Festa da Padroeira “Com Maria, celebrando o Ano Nacional do Laicato

Explicação Heráldica
O escudo em sua totalidade apresenta o mesmo formato do da Família Real Portuguesa. O mesmo apresenta dois escudos no mesmo formato, um sobrepondo ao outro, o maior em amarelo e o menos em azul marinho, sendo que o menor recebe os símbolos, a coroa real portuguesa e a logo abaixo o monograma mariano AM, à direita um lírio e à esquerda a cana-de-açúcar.

Na parte inferior, uma rede em forma de fuso perpassa todo o escudo e, de alto a baixo, a Cruz Paroquial “ou processional”, folheada a ouro. Abaixo, fora os escudos, compondo a obra, existem dois listeis em prata, no primeiro tendo a inscrição PARÓQUIA NOSSA SENHORA APARECIDA e, no segundo, menor, a inscrição SERTÃOZINHO-SP.

Interpretação
O formato do escudo, sendo o mesmo da família rela portuguesa, lembra que foram os portugueses que trouxeram a devoção à Imaculada Conceição para o Brasil. O escudo maior, em amarelo, quer primeiro lembrar as ricas terras de Santa Cruz, quando nosso áis foi descoberto e também a bandeira de nosso município que, em sua totalidade, é da mesma cor, lembrando a riqueza da Alta Mogiana.

O escudo menor, em azul marinho, lembra o céu nas noites sem luar, mesmo azul do Manto da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida. A coroa usada pela pequena imagem encontrada nas águas barrentas do Rio Paraíba do Sul, presente dado pela princesa regente do Brasil, Isabel Cristina “princesa Isabel”, denota quem é a verdadeira soberana do Brasil.

O monograma AM é a forma abreviada da saudação bíblica feita pelo Arcanjo Gabriel, por ocasião da sua visita à Virgem Maria, que a saudou: “Ave Maria” é o mesmo que consta no “Altar Mor” da paróquia, logo após a imagem da padroeira.

À destra temos um lírio, símbolo de pureza de Maria, que foi escolhida para ser a mãe de Jesus. À sinistra está a cana-de-açúcar, símbolo do trabalho do homem simples e da riqueza econômica de nossa cidade.

As redes que outrora trouxeram entre suas tramas a pequena imagem de Nossa Senhora da Conceição, quer lembrar as redes de Pedro, o apóstolo pescador e tantos outros pescadores brasileiros que traem em suas redes a vida e a esperança de uma Evangelização profícua e duradoura.

A Cruz Paroquial em outro, o mais nobre de todos os metais, que perpassa todo o escudo quer lembrar Cisto, cabeça da Igreja. O primeiro listrel traz o nome da paróquia a que pertence o brasão e o segundo, o nome da cidade que nasceu e cresceu à sombra da fé e devoção a Nossa Senhora Aparecida e a sigla do Estado de São Paulo.

 

Anúncios